Como o crédito pessoal pode ajudar a sua empresa

Quem tem empresa própria sabe o quanto é difícil fazer com que ela sobreviva a um mercado cada vez mais competitivo. Para acirrar ainda mais essa competição, temos o panorama brasileiro, composto por diversos encargos e impostos, além de uma economia extremamente fraca e a corrupção, que um verdadeiro parasita do progresso nos mais diversos setores.

Em tempos de dificuldades, a saída é contar com empréstimos financeiros para empresas. Este tipo de empréstimo tem como vantagem taxas de juros mais atrativas e melhores condições de pagamento, mas no atual cenário econômico/político, eles estão cada vez mais raros e caros, mesmo nas instituições financeiras privadas.

Frente a isto, muitas pessoas sem ter saída estão recorrendo aos empréstimos pessoais para financiarem suas empresas e prolongar seu tempo de sobrevivência no mercado. Mas será que está é uma boa escolha? Não é, mas como pode ser a única existente, elaboramos uma lista dos prós e contras de contar com este tipo de empréstimo. Assim você estará mais preparado para tomar sua decisão.

Vantagens

– Pouca burocracia: por se tratar de pessoa física, o empréstimo pessoal costuma apresentar pouca burocracia para aqueles que desejam obtê-lo – há financeiras e mesmo bancos de renome que fazem empréstimo pessoal para negativados. Mas lembre-se que essa facilidade tem um preço.

– Liberação rápida do dinheiro: depois de aprovado, o trâmite para a liberação do dinheiro é bastante ágil (se você fizer online, o dinheiro cai na mesma hora).

– Taxas mais atrativas que outras opções: quando comparado a outras opções de empréstimos do mercado, como cheque especial e o cartão de crédito, o empréstimo pessoal tem taxas mais baixas, especialmente se for consignado.

Desvantagens

– Burocracia para valores altos: empresas precisam de um capital muito maior que pessoas. Por isso, se você precisa de um valor alto para sua empresa, provavelmente será mais complicado obtê-lo, pois o risco é mais alto e a instituição financeira leva tempo para analisar.

– Juros altos: no comparativo com o crédito empresarial, o empréstimo pessoal é extremamente desvantajoso, pois seus juros geralmente são acima dos 6% ao mês, enquanto que na modalidade empresarial para capital de giro os juros ficam em torno de 2%.

-Valor ilusório: devido à facilidade de sua obtenção, muitas pessoas acabam pegando mais dinheiro do que realmente precisa, prolongando a dívida por mais tempo do que o necessário.

 

Portanto, o empréstimo pessoal para sua empresa só é interessante quando é sua última alternativa, pois seguindo a regra que finanças pessoais não devem se misturar com finanças empresariais, você pode acabar complicando tanto sua pessoa física quanto sua pessoa jurídica.

CONSULTE AGORA SEU CNPJ ONLINE

 

Write a Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *