Seu nome está no SPC – Como negociar sua dívida?

De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em janeiro deste ano, 46% dos brasileiros não são capazes de controlar o próprio orçamento.

O cenário econômico de 2015 não foi nada favorável e o de 2016 não promete grandes mudanças, afinal, o Brasil passa por um difícil período de desaceleração da economia, fator que só faz aumentar a inclusão de pessoas em órgãos como SPC e Serasa.

Se você, assim como milhares de outros brasileiros, também está cheio de contas, fique atento a este texto, pois nele vamos ensinar como é possível negociar sua dívida.

Limpando o nome

O primeiro passo para quem deseja limpar o nome na praça é fazer uma consulta à dívida, lembrando que o SPC funciona para dívidas em comércios e outros serviços, enquanto o Serasa cuida dos débitos com bancos e Instituições financeiras. É bom ficar atento a três fatores: valor, tempo e local da dívida.

Na sequência, após verificar o valor da dívida, é importante avaliar a possibilidade de pagá-la a vista, ou ainda, se será necessário o parcelamento. Mas lembre-se, a vantagem do pagamento a vista é poder ganhar um bom desconto.

Tão logo seja escolhida a melhor forma de pagamento e ele seja efetuado, o credor tem até cinco dias úteis para tirar seu nome do Serviço de Proteção ao Crédito. Então você pode estar se perguntando: mas e se ele não tirar?

Bem, então nesse caso você tem essas opções: contatar o serviço para que cumpra com sua parte no acordo, e se mesmo assim você continuar a ser um devedor pode processar o órgão por danos morais.

Aliado a isso, diversas recuperadoras de crédito, e também o próprio Serasa, realizam, anualmente, “feirões limpa nome”, ações que têm o único objetivo de ajudar você a quitar suas dívidas. Todo processo poder ser feito presencialmente, ou ainda, online, caso o cliente deseje.

Quitar uma dívida é bom, tanto para quem deve, quanto para quem recebe, afinal, além da possibilidade de receber débitos atrasados, existe ainda a possibilidade de o comércio ganhar mais clientes, e assim, aquecer as vendas.

Ficou com alguma dúvida? Deixe sua pergunta logo abaixo!

Write a Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *